GNV é opção para caminhões

Ainda sem previsão para o brasil, gás natural é usado pela iveco em países europeus


Cidades da Espanha e da Alemanha já utilizam caminhões da Iveco no processo de limpeza das vias. Emissão de gases poluentes é menor.

Um dos destaques da Iveco no ano que está prestes a acabar foi o modelo EuroCarga 4x2, que esteve exposto no estante da marca durante a última Fenatran (Feira Internacional da Indústria do Transporte), realizada no mês de outubro, em São Paulo.


O "caminhãozinho" é equipado com motor movido a gás natural veicular Iveco-FPT F1C GNV, de 6 cilindros, que desenvolve 200 cavalos de potência e 650 Nm de torque.


Os níveis de emissões do motor são tão baixos que ele já foi homologado dentro dos limites do EEV (Enhanced Environmentally Friendly Vehicles), programa de proteção ambiental até mais restritivo que a norma Euro V atualmente em vigor na Europa e que chega ao Brasil apenas em 2012. Os limites EEV são de aplicação voluntária.


A tecnologia do motor a gás Iveco-FPT já é largamente utilizada na Europa. Na Espanha, cerca de mil caminhões movidos a GNV realizam a coleta de lixo nas cidades de Madri e Barcelona. Na Alemanha, a empresa DHL opera cerca de 170 Iveco Daily que também usam o combustível.


No que diz respeito ao mercado brasileiro, a Iveco ainda não definiu quando a tecnologia GNV chegará aos caminhões.


 "Nenhum país da América Latina prevê limites Euro V ou EEV para motores a gás. Mesmo assim, a Iveco já disponibiliza essa tecnologia que proporciona benefícios ambientais muito superiores àqueles obtidos pelo atendimento aos limites legais em vigor", diz Alessandro Depetris, responsável pela homologação de veículos da Iveco no Brasil.

 

Em ônibus
O motor a gás também é uma alternativa para o transporte de passageiros. A frota de ônibus Iveco GNV já possui milhares de unidades, até em cidades grandes como Roma, Atenas, Madri e Turim. Na América Latina, existem ônibus a gás Iveco em circulação na Venezuela e na Colômbia. A crescente utilização de motores GNV EEV é explicada pelos grandes benefícios ambientais obtidos por esse combustível, em função da redução das emissões de NOx (óxidos de nitrogênio) e MP (material particulado). Um ônibus Iveco Citelis com o motor FPT NEF 6 GNV, testado em São Paulo há três anos, apresentou redução de 84% nas emissões de NOx e de 96% nas emissões de material particulado em relação a um ônibus diesel Euro III. Um dos benefícios adicionais do GNV aplicado ao transporte é que, com o gás, o motor tem funcionamento mais silencioso.

 

Jornal A Cidade

Cadastre seu e-mail e fique por dentro das nossas novidades!
Nome:
E-mail:
E-mail:
Senha:
2018 - Central de Inspeções Veiculares - Todos os direitos reservados - Criação de Sites - RS